✔ Empresas de tecnologia dominam IPOs e quadruplicam em dois anos na B3

✔ O número de empresas do setor na bolsa já é maior do que o de bancos.

✔ As startups nacionais foram as que mais captaram investimento em um único trimestre, no segundo trimestre de 2021, quando levantaram, no total, US$ 2,7 bilhões em capital.

✔ E as Big Techs ficaram cada vez maiores, superando as estimativas de Wall Street e registrando lucros recordes no segundo trimestre de 2021.

Inclusive, juntas, as Big Techs Apple, Google, Microsoft, Amazon e Facebook, representam cerca de 25% do índice S&P500, que reúne as 500 maiores empresas dos Estados Unidos.

✔ Tecnologia foi um dos 4 (entre 14) setores com maior e mais rápida recuperação econômica pós primeira onda de COVID em 2020.

O que você está prestes a conhecer aqui é um dossiê completo de um dos setores mais aquecidos do mercado.

Não faltam dados para mostrar o quão valioso é esse mercado e, ainda, o alto potencial de valorização dessas empresas, pertencentes a um grupo quase escondido na bolsa….

Um grupo cujo potencial de valorização do mercado é altíssimo.

Não há nada na bolsa que supere o potencial desse grupo de ações, que eu vou revelar qual é.

Vou te apresentar aqui as oportunidades no setor que  valorizou acima do índice bovespa nos últimos 2 anos, e o caminho que você pode seguir a partir de hoje para acelerar sua riqueza, investindo em um segmento “quase escondido” das ações na bolsa

Eu sou Nícolas Mérola, CNPI e seja bem-vindo ao Dossiê Tech.

Eu tenho três grandes objetivos aqui:

Primeiro: Te apresentar um dossiê completo, com um panorama do mercado de tecnologia.

Segundo: Te revelar detalhes de um grupo de ações quase escondido na bolsa, cujo potencial de valorização é maior do que qualquer outro, e como esse grupo pode te fazer enriquecer em pouco tempo.

Terceiro: Te provar que a coisa mais inteligente que você pode fazer pelo seu dinheiro hoje é acessar nossa carteira de ativos selecionados desse grupo. (E você poderá fazer isso hoje mesmo, pois já liberei 7 dias de acesso sem compromisso para você conhecê-la.)

Bem, investir em ações tech é um ótimo negócio.

Mas não é qualquer ação, claro.

Por exemplo:

Em uma das séries aqui da Inversa, nossos analistas indicaram há alguns meses uma ação barata e que, segundo estudos, ia subir muito.

Este é o resultado:

Saber em qual ativo investir, somado ao momento exato de compra pode ser a tacada que falta nos seus investimentos, para você ganhar o dinheiro que vai te permitir realizar a viagem dos sonhos, acelerar sua aposentadoria e, até mesmo, enriquecer.

Certeza que você conhece a Magalu.

Ela é um ótimo exemplo de ação tech, integrante de um grupo favorecido de ações e, quem investiu lá no começo, se deu muito bem.

Vamos aprofundar um pouco nessa história mais à frente, mas por enquanto peço sua total atenção ao que irei apresentar nos próximos minutos, pois o momento é muito oportuno.

E, depois de entregarmos mais de 56% de valorização para os mais de 4 mil assinantes da série Premium Caps, chegou a hora de ajudar você também a capturar valorizações desse nível, não apenas aproveitando o bom momento do setor tech, mas seguindo uma estratégia de longo prazo com carteira selecionada que vai te permitir ter bons retornos, de forma consistente.

Veja só alguns retornos de ações que eu já indicamos:

Sem falar que a carteira que nossos analistas montaram ganhou do índice em 2019 (+67,7% contra +58,2%)

E ganhou em 2020 (+2,6% contra -0,7%)

Isso é resultado da soma do que eu acredito serem…

Os 3 fatores determinantes para o seu sucesso nos investimentos

Primeiro: o momento.

Timing é muito importante. 

Já adiantei alguns dados que provam o boom que estamos vivendo em alguns setores, principalmente tecnologia.

E acredito fortemente que você está diante de um ótimo momento de compra, podendo adquirir excelentes ações a um preço muito mais baixo.

Segundo: saber quais papéis comprar

Atualmente, mais de 400 empresas estão listadas na B3, a bolsa brasileira.

Há muitas variáveis envolvidas e saber minerar as informações para encontrar as boas ações não é da noite para o dia.

Portanto, também não adianta comprar determinadas ações só porque estão baratas, se a empresa não tem sólidos fundamentos e se o “racional”, com a gente chama, não está claro para você.

Encontrar boas ações, que combinem positivamente fatores-chaves, é como procurar agulha no palheiro.

Ações baratas com os maiores potenciais de valorização. Esse deve ser o seu foco. 

Felizmente, já fizemos esse trabalho para você.

E aqui entra o terceiro fator de sucesso nos investimentos: quem está te recomendando ações para compra

Novamente, encontrar boas ações dá trabalho, e encontrar alguém de confiança que te recomende o que comprar, também.

Afinal, não é qualquer um que vai te dar boas recomendações com idoneidade, transparência e conhecimento, expondo claramente e em detalhes o porquê da recomendação.

Bem, os números estão aí e são prova de que estamos no caminho certo.

E eu desejo fortemente que você faça parte disso.

Mas antes de te falar mais sobre sua oportunidade para acessar esse grupo “quase escondido” de ações na bolsa, que podem te trazer ganhos de +112%, +183% e +334%

Deixa eu te falar mais sobre o setor específico desse grupo de ações que vem passando por um verdadeiro boom de valorização no mercado: o setor tech

No Brasil, as empresas de tecnologia estão dominando os IPOs, a oferta pública de ações, quando uma empresa abre capital na bolsa e permite que pessoas como você possam comprar suas ações.

Fonte: Exame Invest

Nos últimos dois anos, elas quadruplicaram.

Com a entrada da Multilaser e do TC na bolsa em julho deste ano, o número de empresas do setor na bolsa chegou a 15 no total, desde o início de 2020.

O número de empresas tech na bolsa já é maior do que o de bancos

Fonte: Exame Invest

2021 é o segundo melhor ano em número de IPOs na bolsa.

E o setor de tecnologia lidera o movimento.

Dos 33 IPOs já realizados, 10 foram de empresas tech.

As techs brasileiras foram para os “trending topics” da bolsa.

E as startups nacionais foram as que mais captaram investimento em um único trimestre, quando levantaram, no total, US$ 2,7 bilhões em capital no segundo trimestre de 2021

Em agosto, por exemplo, nasceu o mais novo unicórnio do país, a Nuvemshop, uma plataforma de e-commerce.

Após receber um aporte de R$ 2,6 bilhões, a empresa passou a ser avaliada em R$ 16 bilhões e se tornou a quinta startup mais valiosa da América Latina.

E mais empresas se preparam para realizar seu IPO.

As próximas companhias tech na fila são a Empresa de software de RH LG (Lugar de Gente), a Plataforma de vendas Privaglia e o E-commerce de vinhos, W2W

Sem falar na Nubank, que se prepara para abrir seu capital na bolsa de Nova Iorque, a NASDAQ.

A fintech vai buscar o valor de US$ 40 bilhões e tem potencial para ser um dos maiores IPOs dos últimos tempos.

E as Big Techs?

Estão cada vez maiores!

Fonte: The News CC

As 3 principais Big Techs superaram as estimativas de Wall Street e registraram lucros recordes no segundo trimestre deste ano.

Fonte: InvestNews

Elas tiveram cerca de US$ 57 bilhões em lucro combinado em um trimestre recorde, aproveitando a retomada dos gastos de consumidores e empresas

Um estudo realizado pelo Itaú Unibanco mostrou que o setor de tecnologia foi um dos 4 (entre 14) setores com maior e mais rápida recuperação econômica após a primeira onda de COVID em 2020.

Fonte: InvestNews

Somente estes 4 setores tiveram demanda similar ou superior no segundo semestre de 2020.

De acordo com um estudo da McKinsey, a adoção digital por consumidores e empresas avançou cinco anos em apenas cerca de oito semanas devido à Covid-19.

A pandemia foi o empurrão que faltava para que essas empresas iniciassem a já atrasada transformação digital em seus processos e serviços.

Quem não tinha um e-commerce, passou a ter. Quem já tinha, melhorou muito a operação. E algumas empresas já começaram a se transformar em plataformas de múltiplos negócios adjacentes e complementares, se distanciando dos então limites de atuação que caracterizavam os antigos setores da indústria.

O que veremos daqui em diante é o cumprimento da previsão feita por Marc Andreessen, um dos principais investidores de risco dos Estados Unidos, em 2011: o de que toda empresa será uma empresa de software

Fonte: NEOFEED

O que Uber, AirBnB, Tesla e Amazon têm em comum?

Sem contar Google, Apple, Microsoft, Twitter, Facebook, Snapchat, Slack e por aí vai…

Todas elas são empresas de software. A base delas é tecnologia.

E a digitalização deve seguir forte no pós-pandemia. 

Uma pesquisa realizada pelo Serasa Experian mostrou que metade dos empreendedores brasileiros vai investir em tecnologia após a pandemia.

Fonte: InvestNews

O objetivo é melhorar o trabalho e o atendimento remoto e a gestão financeira, e potencializar a venda online.

E, falando em vendas online…

O e-commerce é um dos setores que mais cresceram na pandemia (e a previsão é de que continue subindo).

Com a pandemia, as pessoas tomaram gosto pelas compras online. Muito do receio que existia deu lugar à praticidade de fazer compras sem sair de casa e recebê-los no conforto e segurança do lar.

Por isso, nos últimos 10 anos da S&P 500, as empresas de tecnologia são disparadas as que mais se valorizaram.

A pandemia auxiliou na reformulação das estratégias de vendas de diversas lojas que tiveram de fechar, e com isso, a internet apenas ganhou. 

O ano de 2020 foi um dos melhores da história para o e-commerce

Veja o gráfico retirado do relatório Webshoppers 42, da Ebit.

Fonte: Ebit | Nielsen Webshoppers 42

O que vemos é uma crescente no e-commerce brasileiro, que vem aumentando de tamanho anos após ano

E a pandemia acelerou muito este processo de crescimento.

O mercado desenvolveu em meses o que era previsto para anos

Fonte: Moneytimes

Fonte: Valor Econômico

Fonte: E-commerce Brasil

Com os sucessivos lockdowns, a massa da população tomou gosto pelas compras online, quebrando a resistência que existia em relação a alguns serviços digitais.

Segundo pesquisa da consultoria McKinsey, no Brasil, três setores vêm despontando na que tem sido chamada de “maturidade digital”.

Tecnologia é um deles, junto com varejo e serviços financeiros, os pilares do e-commerce.

Veja: todos estes dados provam o alto potencial desse mercado.

E as techs prometem crescer cada vez mais, no entanto, é necessário saber escolher bem. 

Quer um forte exemplo de empresa de base tecnológica que experimentou um crescimento explosivo nos últimos anos?

E mais: que, até alguns anos atrás era apenas mais uma de muitas empresas listadas na bolsa pertencentes ao segmento quase escondido de ações com potencial explosivo? 

A Magalu é um bom exemplo de empresa que investiu pesado na digitalização e colheu os frutos.

A empresa demorou cerca de 40 anos para atingir R$ 1 bilhão de faturamento em suas lojas físicas.

O mesmo volume foi alcançado em cerca de dez anos no e-commerce.

Veja: assim como em todo o setor do varejo, o início da pandemia teve forte impacto nas operações da empresa, que precisou fechar suas mais de mil lojas físicas. 

A saída foi acelerar o processo de digitalização, o que lhe permitiu não apenas recuperar, mas ganhar mercado do varejo físico.

De janeiro a março de 2021, as vendas totais registraram alta de 63%, com crescimento de 114% no e-commerce e apenas 4% na receita das lojas físicas.

Entre o início da pandemia e junho de 2021, o Magazine Luiza fez nada menos do que 20 aquisições, incluindo portais de conteúdo, aplicativos, startups de áreas financeira e logística, criando ecossistema para oferecer informações, engajar potenciais consumidores e oferecer seus produtos para os diversos tipos de públicos, seja em qual canal ele tenha acesso ao portfólio oferecido pelo Magalu.

Além disso, incluiu 32 mil lojistas ao seu marketplace em 12 meses. Com os resultados dessa virada, a empresa ultrapassou a marca de R$ 100 bilhões em valor de mercado pela primeira vez (em junho de 2020) e as ações da companhia subiram 110% no mesmo ano.

E, com a compra do Kabum em julho deste ano, sua 21ª aquisição, a Magalu chegou a R$ 176,8 bi de valor de mercado

Fonte: G1 Economia

Valendo mais de 150 bilhões de valor de mercado, Magazine Luiza ainda se mostra um ótimo investimento, frente aos planos de expansão e crescimento da empresa, para rivalizar com gigantes como Mercado Livre e Amazon.

Mas, e se você tivesse investido na empresa há 10 anos atrás quando ela valia apenas 3 bilhões, com capital recém-aberto na bolsa?

Nestes 10 anos, seu valor de mercado teria se multiplicado 50 vezes

Quem investiu R$ 50 no papel da varejista quando ela abriu capital, em maio de 2011, teria acumulado hoje R$ 1.529. 

Ainda: a companhia ostenta um retorno médio de 48,83% por ano

Como essa valorização foi possível? 

Não apenas com a Magazine Luiza, mas com dezenas de outras empresas valiosas hoje e outras tantas que, neste momento, possuem um potencial igual ou superior?

Porque essas ações estão num segmento quase escondido da Bolsa

O segmento cujo potencial de crescimento é maior do que qualquer outro tipo de ação listada

Elas são as Premium Caps.

Ações de companhias relativamente pequenas, com um valor de mercado abaixo de 10 bilhões de reais.

Hoje, Magazine Luiza não é mais uma premium cap, claro.

Com mais de 150 bi de valor de mercado, atualmente é uma das ações mais conhecidas da Bolsa.

Mas aqueles que aproveitaram a oportunidade quando ela era uma microcap pouco falada, estão hoje milionários.

Como vimos há pouco, em 10 anos seu valor subiu 50 vezes.

Uma premium cap tem valor de mercado de no máximo 5 bilhões de reais.

Uma small cap, 10 bilhões.

É aí que está o grande pulo do gato:

O retorno potencial delas é muito maior porque elas têm muito mais espaço pra crescer

Veja um comparativo, utilizando uma blue chip (Itaú) e uma ação de premium caps:

Mesmo na pandemia, o Itaú ainda manteve seu valor de mercado: mais de R$ 200 bilhões de reais. Se ele multiplicasse por 6 vezes o seu valor de mercado, como às vezes acontece com as microcaps, poderia chegar a valer R$ 1,5 trilhão. 

Isso significaria valer ⅕ do PIB brasileiro. 

Isso é algo impossível de acontecer.

Com as premium caps, por outro lado, é totalmente possível. 

Como eu já disse, essa categoria de ações têm no máximo R$ 10 bilhões de valor de mercado, ou seja, muito mais espaço para crescer do que as blue chips (grandes empresas). 

Portanto, mais chance de te fazer ganhar dinheiro

Veja o gráfico a seguir com as 10 maiores valorizações da Bolsa de 2011 a 2021.

TODAS eram Premium Caps.

É um fato:

Não há ações com maior potencial de valorização do que as premium caps e ponto final.

Agora, se esse tipo de ação tem tanto potencial, por que a maior parte dos investidores não sabe delas?

Algumas razões para isso:

Há a questão da simples falta de conhecimento ou preconceito dos investidores, o que faz com que as premium caps não estejam nos planos de investimentos deles. 

Assim, se tornam oportunidades de negócios para quem as estuda, analisa e têm paciência para colher os frutos – sim, porque não são ganhos tão imediatos.

Por não estarem no radar dos investidores, tais empresas podem estar subvalorizadas, o que também é algo para se ter em foco.

A maioria das pessoas volta a atenção apenas para as ações mais consolidadas da bolsa, como Vale, Petrobras, Ambev, Itaú, Banco do Brasil…

Apesar de excelentes papéis, não são essas ações que reúnem o maior potencial para gerar riqueza no curto prazo

E você provavelmente nunca saberia disso pela sua corretora ou banco, sabe por quê?

Porque eles não ganham nada com isso. Bancos e corretoras lucram com a quantidade de vezes em que uma ação é negociada. 

Logo, é muito mais fácil recomendar empresas que todo mundo está olhando do que para aquelas que ainda não despertaram o interesse dos “peixes grandes”.

Porque os grandes bancos e corretoras não dão muita atenção para premium caps.

Eles ganham dinheiro com a quantidade de vezes que uma ação é negociada – e as microcaps giram pouco.

Porém, é exatamente assim que as microcaps funcionam. 

Você compra ações de uma empresa que ainda é pequena e irrelevante na bolsa aos olhos da maioria dos investidores, mas que tem potencial para se tornar uma bluechip: renomada, estabelecida financeiramente e com resultados consistentes.

Você irá comprá-la barata, acreditando no seu crescimento. E então, quando os outros investidores se derem conta do potencial dela, você já estará rindo e com muito dinheiro no bolso.

Magazine Luiza foi uma premium cap lá atrás.

Hoje, ela faz parte do Ibovespa, que reúne as ações mais negociadas da Bolsa.

Mesmo agora, em que ela já é uma ação “grande”, ainda pode dar lucro…

Mas nada que se compare com tudo o que ela entregou até deixar de ser uma premium cap.

No geral, acontece assim…

A premium cap fica lá, praticamente ignorada pela maioria dos investidores.

Vai crescendo fora do radar, até que ela explode em valorização e chama a atenção do mercado todo.

Com a Magazine Luiza foi exatamente assim.

Até 2015, a empresa passava por dificuldades e suas ações não valiam “nada” na Bolsa.

Mas recebeu uma injeção de dinheiro de investidores e começou sua reestruturação.

Depois de seguir ignorada pelo mercado, finalmente em novembro de 2016 um grande banco iniciou a cobertura da companhia.

Daí em diante, uma grande onda começou, com vários bancos e corretoras “notando” a premium cap.

Fonte: InfoMoney

Fonte: InfoMoney

Bem, que o Magazine Luiza é um sucesso e quem investiu na empresa lá no começo se deu muito bem, não dá pra questionar.

Mas agora ela é grande demais. Portanto, é muito difícil entregar uma valorização expressiva novamente.

Felizmente, há muitos “Magazines Luiza” por aí, com altíssimo potencial para crescer.

A bolsa está cheia de premium caps escondidas, futuras gigantes que queremos descobrir antes de todo mundo e, assim, acertar a tacada que pode mudar sua vida para sempre

Claro, uma premium cap, por ter um valor de mercado menor e menos capitalização.

Ela pode apresentar maior variação no preço da ação, ao menor movimento de seu mercado de atuação.

As premium caps carregam, sim, um pouco mais de risco, mas elas têm muito mais espaço para crescer, pois elas são pouco vislumbradas e você as compra antes de serem descobertas

E até o final você vai saber o que precisa fazer para acessar uma lista quente de ações dessa classe de ativos

Mas, antes, já farei aqui algo que ninguém faz.

Vamos abrir para você uma destas ações.

Isso mesmo, sem pegadinha ou letras pequenas.

Vamos te apresentar agora uma ação deste portfólio, recomendada pelos analistas da Inversa.

Uma ação com upside superior a 100%

Esta ação é de uma empresa, fundada em 2001, que atua na distribuição e varejo de produtos, principalmente celulares, além de operar no varejo físico e digital.

Vem crescendo em média 24% nas receitas nos últimos dois anos, e suas margens aumentam à medida que o segmento de varejo cresce mais do que a distribuição.

E, no último relatório com balanço referente ao segundo trimestre de 2021 (2T21), os resultados superaram as expectativas dos analistas

A empresa apresentou um lucro recorrente de R$ 74 milhões, quase 70% acima das estimativas, enquanto as receitas cresceram 84% na comparação com o segundo trimestre de 2020.

O volume de vendas também teve forte expansão, crescendo 22% acima do mesmo período do ano anterior.

Porém, mesmo com todo esse crescimento, as ações desta empresa, em nossa opinião, ainda negociam com desconto, a 9 vezes o lucro projetado de 2021

Esta empresa é a ALLIED (ALLD3)

Embora pequena, já é lucrativa, vem crescendo bastante e com um horizonte para subir ainda mais, pois o mercado ainda precifica a empresa como se fosse apenas uma distribuidora.

Mesmo sendo o maior, esse ainda é apenas um dos segmentos de atuação. 

Além da distribuição, a Allied atua no varejo físico (com 276 PDVs) e digital (via marketplaces e e-commerce próprio).

Some isso a outros fatores como o fato de seus produtos serem de grande interesse da população…

O tamanho da empresa ainda é considerado pequeno em comparação com seus pares…

E seu segmento de atuação ainda não tem uma grande concentração de market share no Brasil…

Analisando o crescimento das receitas de Allied em comparação com as demais varejistas listadas, percebemos que a empresa cresce mais que Via Varejo e Lojas Americanas, e em linha com Magazine Luiza

E sua margem líquida, percentual que a empresa lucra em relação às receitas, é superior às três empresas citadas.

Ainda: espera-se que a linha de negócios de varejo dobre de tamanho nos próximos 5 anos.

O potencial de alta desse papel é de aproximadamente 107%, com a ação podendo chegar ao valor de R$ 61,00

O investidor que optar por comprar ações de ALLD3 terá uma empresa com alto potencial de crescimento e um valor de mercado ainda razoável, uma vez que a empresa vem sendo precificada como uma distribuidora de produtos, quando seu vetor de crescimento é o varejo, que tende a ser cada vez mais relevante em seus resultados.

Esta ação já pode ser sua.

Nossos analistas enxergam alto potencial de crescimento e é um ativo que deve estar na sua carteira

Agora, se você deseja ter acesso à lista completa de ativos selecionados e poder multiplicar essa valorização na casa de dezenas e, quem sabe, até centenas de vezes, aqui está sua oportunidade.

Acesso Liberado: Entre no mundo das Premium Caps

Estamos liberando seu acesso à série Premium Caps, o caminho para o enriquecimento, construção de patrimônio e aposentadoria com os ativos de maior potencial de crescimento na Bolsa.

Eu garanto: a coisa mais inteligente que você pode fazer pelo seu dinheiro hoje é acessar nossa carteira de ativos selecionados desse grupo.

(E você poderá fazer isso hoje mesmo, pois já liberei 7 dias de acesso sem compromisso para você conhecê-la.)

Imagina se você fosse sócio do Neymar antes dele ser descoberto?

Ou quem sabe, ter investido na Magazine Luiza quando ela era uma pequena loja de móveis?

Você sabe o que teria acontecido com o seu patrimônio se tivesse olhado para esses ativos quando ninguém estava prestando atenção neles?

É isso o que fazemos na série Premium Caps.

Você compra as ações que ninguém está olhando, quando ainda estão baratas e desconhecidas.

Espera um tempo e, potencialmente, sai com lucros que podem te render pequenas ou enormes fortunas

A partir de agora, vou te explicar como funciona a nossa escolha criteriosa de ações premium caps e te apresentar fortes motivos para começar a colocar esse tipo de investimento também na sua carteira.

Nosso objetivo é recomendar para você boas ações, de empresas ainda pequenas, mas com potencial para se tornarem gigantes na bolsa.

Mas como essa seleção de ativos é feita?

É importante você saber que trabalhamos com o modelo 100% fundamentalista, com conhecimento aprofundado em estatística e análise quantitativa.

Usamos fundamentos e estudos detalhados para identificar as oportunidades que recomendamos aos nossos leitores.

E trazemos tudo mastigado para você…

Diariamente, fazemos uma varredura em todas as pequenas empresas listadas na bolsa em busca daquelas que tem seu valor de mercado inferior a 10 bilhões de reais.

A partir daí, analisamos diversos gatilhos fundamentalistas, como:

✔ Balanço operacional e DRE completo da empresa

✔ Setor e segmento em que elas estão inseridas

✔ Board, ou seja, quem cuida dessas empresas

✔ Tecnologias que elas usam

Para citar alguns…

Ou seja, nada que é recomendado aqui é baseado em dados que não sejam fundamentados e com argumentos valiosos.

Afinal, estamos falando de você colocar seu dinheiro nisso.

Para que você possa aproveitar cada % de ganho possível com as recomendações.

E como funciona a dinâmica da série?

Toda semana, iremos compartilhar com você análises detalhadas das próximas empresas que estamos recomendando para compra, abrindo reais oportunidades de você investir o seu dinheiro, e buscar retornos extremamente confortáveis para o longo prazo.

E tudo isso antes da mídia tradicional relatar os grandes saltos dessas ações.

Este é o segredo, pois quando sair no jornal que uma empresa subiu centenas ou milhares de vezes, você já vai estar posicionado e ganhando esses lucros.

Você pode considerar a Premium Caps como uma das principais publicações do mercado, quando o assunto é ganhar dinheiro com boas ações pequenas.

São 4.185 assinantes em apenas 3 anos de vida.

Portanto, te convido a ver agora os detalhes de tudo o que você garante HOJE ao se tornar um membro da série Premium Caps:

→ Carteira de ações Premium Caps, com as melhores small caps e seus gatilhos de alta.

Relatórios semanais, com atualizações das recomendações e alertas extraordinários (em áudio e vídeo).

Grupo exclusivo no Telegram, para notificações.

→ Lives periódicas, para atualizações macro e falar sobre cada ação da nossa carteira e o momento de mercado.

Tudo isso será seu em questão de segundos, assim que você finalizar seu cadastro no botão que está aqui abaixo deste vídeo. 

Tudo isso custa oficialmente exatos R$ 1.900 ao ano.

Mas preparamos uma condição muito especial para esse momento.

Para você já sair ganhando, dentro das próximas 72h de estreia vamos liberar um desconto de 30%

Um desconto de R$ 703 reais será aplicado assim que você clicar no botão abaixo.

Então você poderá escolher se quer pagar R$ 1.197 à vista, ganhando +10% de desconto além dos 30% já aplicados…

Ou se prefere parcelas, podendo ser pagas em até 12 vezes, sem juros, de apenas R$ 110,83

GARANTIR O DESCONTO E LIBERAR MEU ACESSO

Ao clicar, você irá para uma página segura, reforçando os benefícios e tudo a que você terá acesso, incluindo o desconto desta condição já aplicado.

Por se tratar de uma condição especial, disponível por apenas 72h, recomendo que siga o racional mais inteligente.

Assine agora e veja as ações, guias, análises e o potencial que nossa seleção de ativos tem para fazer você lucrar com as futuras gigantes da bolsa.

E, se dentro de 7 dias, você entender que a série Premium Caps, com os ativos de maior potencial de valorização na bolsa, não é para você, devolveremos 100% do seu investimento.

Você terá 7 dias de garantia para uso sem compromisso.

Caso decida que não quer prosseguir com a assinatura, basta entrar em contato conosco que vamos te reembolsar imediatamente.

Espero que você tome hoje a melhor decisão para você, sua família e seu patrimônio, pois historicamente fechamos enormes ganhos de +112%, +183% e +334% e sabemos que isso pode ser só o começo.

Sinceramente, iniciar no mundo das premium caps não poderia ser mais fácil.

Na série Premium Caps, você aprenderá tudo sobre a estratégia que pode proporcionar a você uma aposentadoria milionária, e terá acesso aos ativos escolhidos a dedo por mim e que podem render ótimos retornos no longo prazo

E aqui assumimos um compromisso com você: de nossa parte não vai faltar empenho e dedicação para cobrir cada ativo da maneira mais responsável e completa possível.

Então, fique tranquilo.

A única coisa que você precisará fazer é acompanhar a série seguir as atualizações para que possa ter alto potencial de retorno!

Para finalizar, posso te dizer que o melhor momento para comprar uma ação é sempre hoje. 

A oportunidade de investir lá no começo na Magalu, na Amazon ou na Apple passou.

Mas agora você tem uma nova oportunidade para comprar excelentes ações, com alto potencial de valorização, a um preço muito mais baixo.

Você pode, hoje mesmo, ser dono da fatia de uma grande empresa de papel e celulose, de um grande banco, de uma mineradora ou de empresas de tecnologia.

Empresas com ações exponenciais que aceleram os ganhos.

Assim, você tem a possibilidade real de conseguir bons resultados na Bolsa, podendo acelerar sua aposentadoria, ter total liberdade e qualidade de vida enquanto vê o seu capital investido aumentar em 2x, 5x, 10x ou até 20x

Agora é com você.

Espero que tome hoje a decisão mais inteligente que você pode fazer pelo seu dinheiro hoje, acessando nossa carteira premium caps, com os ativos com o maior potencial de valorização da bolsa + atualizações semanais + grupo exclusivo no Telegram para alertas.

Clique no botão aqui abaixo do vídeo e garanta seu acesso às futuras gigantes da bolsa.

LIBERAR MEU ACESSO ÀS FUTURAS GIGANTES DA BOLSA

Um abraço.

Nícolas Mérola, CNPI

João Abdouni, Especialista em Investimentos