Leitor Inversa,

Você ouviu um trovão?

Uma tempestade de dinheiro chegou ao Brasil…

E, como você vai descobrir nas próximas linhas, chega com força superior ao fenômeno gerador de riqueza que aconteceu, pela última vez, há 12 anos…

Fazendo, em sua última aparição, 60 mil brasileiros tornarem-se milionários.

Estou falando de um dilúvio de notas de reais que permitirá a investidores comuns acessar uma fortuna de até R$ 130 bilhões em 2019.

E quem aproveitar essa tempestade poderá ficar dez vezes mais rico do que aqueles que deixarem ela passar.

Todos os anos, bilhões e mais bilhões de reais surgem do nada no mercado financeiro, mas nada se compara ao que pode acontecer em 2019…

Demos aqui até um nome a esses temporais de dinheiro: Stormoney, a junção das palavras inglesas storm (tempestade) e money (dinheiro).

O evento que você está prestes a presenciar tem potencial de ser inédito à toda uma geração de novos investidores.

Numa proporção, ao que tudo indica, muito maior ao que se viu em 2007, até então, o ano do maior Stormoney já registrado no Brasil…

Se considerarmos o crescimento previsto sobre aquele ano…

… o potencial de novos milionários em 2019
passa de 100 mil pessoas. E, agora, você pode estar entre elas.

O stormoney de 12 anos atrás ofereceu retornos como esses:

… da antiga operadora de telefonia GVT.

Durante o stormoney, os papéis da GVT mais do que dobraram o dinheiro de investidores em apenas cinco meses. O salto foi de + 126,38%.

Quem entrou depois da tempestade, teve ganho bem menor: + 12,5%

… da empresa de shopping centers BRMalls. Alta de + 85,4% em seis meses de stormoney. Após a tempestade de dinheiro, os papéis caíram 28,31%.

… da incorporadora Agra, origem de um stormoney que quase dobrou fortunas em 3 meses. Depois disso, as ações recuaram 31,10%.

… da fabricante de máquinas e equipamentos Romi. Ganhos de 56,12% no stormoney, seguidos por desvalorização de 17,29%.

Todos os ganhos acima se deram em questão de meses. Ou semanas. Todos foram gerados pela tempestade da fortuna que aconteceu em 2007…

…e ajudou a fazer 60 mil milionários…

Esses lucros alucinantes se deram num período de queda dos juros, crédito em expansão, consumo aquecido e grande confiança de empresários e consumidores na economia.

Alguma semelhança com o momento atual? Claro que sim.

Dê só uma olhada nessas manchetes que resumem a situação do Brasil de hoje…

 

Percebeu as semelhanças do momento atual com a realidade do País de 12 anos atrás?

Entramos num novo ciclo de crescimento econômico, investimentos e aceleração de renda. Você deve ter acompanhado os recordes batidos pela Bolsa.

E esse é o cenário que normalmente precede stormoneys como o de 12 anos atrás.

Só por receber esse alerta, você já está na frente de milhões de pessoas para ser…

…um dos brasileiros habilitados a participar neste ano de uma fortuna de R$ 130 bilhões.

Esse é o primeiro passo.

Mas, para ir além, é fundamental que você entenda as características do stormoney que está chegando ao Brasil.

Por isso, peço a sua máxima atenção agora…

Porque isso pode significar o ano mais rentável da sua vida financeira.

O stormoney que poderá fazer mais de 100 mil brasileiros tornarem-se milionários neste ano chegará em duas frentes.

A primeira, inclusive, já começa a provocar alguns temporais por aqui.

Essa frente reúne milhões de ações que serão despejadas no mercado por empresas que já estão na Bolsa de Valores.

Nesse caso, as companhias abertas voltam a colocar suas ações à disposição dos investidores para, entre outras possibilidades, financiar as suas atividades.

A Localiza, por exemplo, captou recentemente R$ 1,8 bilhão numa oferta que permitiu a mais pessoas ter participação na maior locadora de carros do Brasil…

…beneficiando-se dos resultados e da valorização da companhia.

Consegue perceber o que está acontecendo? Esta pode ser considerada um chuvisco perto do temporal de R$ 130 bilhões que começa a cair.

Ainda assim, já é suficiente para fazer as pessoas lucrar.

A outra frente do stormoney é formada por um grande número de empresas que vão entrar neste ano na bolsa. Isso mesmo, as estreias no mercado de ações.

No jargão dos economistas, essas estreias são chamadas de IPOs, que é a sigla em inglês das ofertas públicas iniciais de ações.

Os recordes sucessivos da Bolsa animam empresas a vender ações para novos investidores.

A Reuters já noticiou que o cardápio de empresas com estreias na Bolsa previstas para este ano já soma 30 companhias.

Para as empresas, essas ofertas iniciais significam captar dinheiro para expandir suas atividades e, com isso, buscar faturamentos cada vez maiores.

Para você, pode significar uma oportunidade única de comprar, a preço de barganha, ações com enorme potencial de crescimento…

Pois pertencem a companhias em rápida expansão e vou mostrar como lucrar com elas é mais fácil do que você imagina.

Pense, por exemplo, na Amazon. Hoje, a Amazon é a empresa mais valiosa do mundo, com ações cotadas a US$ 1.700.

Mas quando as ações dessa gigante do comércio eletrônico foram lançadas pela primeira vez na bolsa de Nova York elas custavam a bagatela de US$ 18.

Isso mesmo. Quem comprou as ações da Amazon no IPO multiplicou seu investimento em nada menos do que espantosas 94 vezes.

E, no Brasil, as ofertas das empresas que já estão ou que vão estrear na bolsa representam o maior stormoney da história do País…

…podendo fazer mais de 100 mil milionários.

Aqui está a sua grande oportunidade de capturar parte de uma fortuna potencial de R$ 130 bilhões…

Mas atenção: estar bem orientado para saber quais ações comprar, antes de elas dispararem, surfando em todos os ganhos possíveis nos próximos anos…

…é o que fará a diferença entre o seu primeiro milhão e um investimento para se esquecer.

Vou reforçar. Estamos diante de um momento único…

Três dezenas de empresas estão previstas para estrear na bolsa até o fim do ano…

…e algumas delas podem se valorizar na velocidade de uma Amazon. Por que não?

Várias companhias até ensaiaram o movimento de abertura de capital dois anos atrás.

Mas a incerteza trazida pela corrida presidencial até outubro do ano passado acabou impedindo novas ofertas.

No entanto, tudo está mudando…

Exatamente neste ano!

Porque as empresas que estavam esperando o melhor momento para entrar na Bolsa começam a ter uma perspectiva melhor para fazer isso agora.

É possível que a Bolsa já tenha registrado ou esteja caminhando a novos recordes no momento em que você estiver lendo essa mensagem.

A Ri Happy, a loja onde compramos brinquedos para nossos filhos ou sobrinhos, também poderá estrear na bolsa.

A Centauro, rede de lojas de produtos esportivos, deve ser a primeira a estrear.

Estamos, segundo quase todos analistas, apenas no início de um longo ciclo de supervalorização da Bolsa.

O novo governo também pode ajudar diretamente a alimentar o cardápio de IPOs.

Pois está planejando realizar a abertura de capital de estatais…

Fonte: Seu Dinheiro

Esse movimento acontece porque o novo governo precisa de recursos e está pressionando as instituições públicas a se livrar de negócios que não têm relação direta com a sua atividade.

E um dos caminhos escolhidos é a abertura de capital…

O momento é de extremo otimismo com o futuro da economia brasileira e com a Bolsa.

Não é à toa que estão previstos R$ 130 bilhões em ofertas públicas de ações.

E nem sou eu quem diz isso. A previsão é do próprio presidente da Bolsa de valores, a B3.

Os IPOs são o maior termômetro desse novo momento do mercado financeiro no Brasil…

Os investidores estão atentos a uma longa lista de estreias no mercado…

Você sabia que o BMG, o banco que estampa a camisa de vários times de futebol, está nessa lista?

A Ri Happy, a loja onde compramos brinquedos para nossos filhos ou sobrinhos, também poderá estrear na bolsa.

A relação de potenciais IPOs inclui ainda:

– Tivit…

– Neoenergia…

– A varejista Quero-Quero…

– A seguradora Austral…

– O banco Agibank…

– A Rede D’Or.

Pelo menos 30 empresas estão nessa fila

São, no mínimo, 30 chances de fazer fortuna em 2019!

Repito, estou falando de você aproveitar um movimento potencial de R$ 130 bilhões…

Imagine, por um instante, o quanto uma pequena fração dessa montanha de dinheiro pode transformar a sua vida.

A lista acima pode aumentar significativamente com o amplo plano de desestatização do governo federal.

Dada a crise fiscal, a ordem é levantar recursos por meio da venda de participações de empresas públicas.

Seguindo essa orientação, faz parte do plano a abertura de capital de subsidiárias de bancos públicos, a começar pela seguradora da Caixa, a Caixa Seguridade.

Na sequência, poderão vir mais anúncios de ofertas…

Da Caixa Cartões…

Da Caixa Assets…

Do BB DTVM, a gestora de fundos de investimento do Banco do Brasil.

Além da administração federal, governos estaduais poderão adotar o mesmo expediente.

O governo do Rio de Janeiro, por exemplo, não descarta abrir o capital da empresa de saneamento Cedae.

Você pode pegar a sua parte num total de até R$ 130 bilhões se entrar nos IPOs certos! Nós estaremos ao seu lado e vou dizer exatamente como fazer isso.

Garanto que, se não agir rápido, alguém vai roubar a sua vaga no maior stormoney da história.

Porque não se pode descartar a repetição do que aconteceu em 2007, o melhor ano para os IPOs da história.

Foram atingidos naquele ano níveis recordes de:

✅ operações;
✅ volume financeiro;
✅ número de investidores;
✅ número de ações que mais se valorizaram nos primeiros dias de venda;
✅ e, principalmente, 60 mil novos milionários no Brasil.

O sucesso dos IPOs ocorreu pelo desempenho da economia brasileira na época.

De lá para cá, o País passou por crises políticas e uma longa recessão, mas, finalmente, chegamos a um momento de virada…

Que tem conduzido a Bolsa a novos recordes e animado as empresas a transferir riqueza a investidores de diversos portes.

Assim como em 2007, os preços estão controlados e os juros vêm de um ciclo de afrouxamento monetário que levou a Selic ao menor nível da história.

Isso significa mais combustível para os investimentos em renda variável.

Em outras palavras, o mercado tende a ficar cada vez mais comprador em Bolsa.

Comprar essas ações antes de elas estrearem na Bolsa pode ser a melhor forma de pagar barato por elas…

… porque os preços das ações podem subir muito.

O que você precisa neste momento é saber quais ações podem fazer de você um milionário!

Deixa eu te dar um exemplo do que estou falando…

Se você quiser comprar hoje ações da Kroton, o maior grupo educacional privado do mundo, terá que pagar mais de 10 reais.

No entanto, quando a Kroton abriu seu capital, as ações da empresa custavam metade disso. Apenas R$ 5,33!

 

Vou reforçar. São R$ 130 bilhões potencialmente em jogo. A maior oportunidade para pegar ações baratas em pelo menos 12 anos.

O que você precisa é apenas de uma boa orientação para saber quais investimentos oferecem o maior potencial de valorização.

No entanto, quero fazer aqui um alerta!

Nem todos os IPOs serão investimentos certos para você.

Algumas ofertas deixarão seus investidores milionários…

Outras nem tanto!

Vou dar exemplos claros para você.

Olhe o caso da IRB Brasil, empresa de resseguros.

Se você tivesse adquirido ações da empresa no seu IPO há apenas um ano e meio…

Teria hoje obtido retornos de 220%. Teria mais do que triplicado seu investimento.

Se você tivesse investido R$ 1.000 na época, teria hoje R$ 3.200.

E se tivesse aportado apenas R$ 10.000, teria retornos de R$ 32 mil.

Muito interessante, não é?

R$ 100 mil se transformariam em R$ 320 mil. Ou seja, quem fez isso ganhou um carro de luxo em 18 meses. Nada mal, né?

 

Quer mais um exemplo?

Então, preste atenção no gráfico abaixo…

Esse é o desempenho das ações da Equatorial. Do IPO até hoje, as ações da empresa de energia já multiplicaram o dinheiro de seus sócios em mais de nove vezes.

Quando a Equatorial chegou ao mercado acionário, suas ações custavam menos de R$ 9,00. Hoje, valem mais de R$ 83,00.

Percebe o ganho que você pode ter?

Quem investiu R$ 20 mil no momento em que a Equatorial chegou à bolsa já tem R$ 190 mil.

Mas e se você tivesse investido em um IPO que não deu certo?

Digamos, o da farmacêutica Biotoscana, que abriu capital dois anos atrás…

E amargou perdas de 70% desde então.

Os R$ 20 mil teriam despencado para apenas R$ 6 mil.

Estou sendo honesto com você. Não vale a pena entrar em qualquer IPO.

Você quer investir com os vencedores, não é?

Todo mundo que se dá bem na bolsa recebe orientação de um especialista. É fundamental ter alguém para alertar você sobre quais são as pérolas e quais são os micos da próxima tempestade de dinheiro. Do próximo stormoney.

Afinal, sozinho, é impossível para qualquer um avaliar criteriosamente as mais de 30 ofertas que estão a caminho.

Quais são as ofertas mais lucrativas?

E as piores, aquelas que você deve ficar de fora?

O grande problema é que essas informações preciosas ficam restritas a pequenos círculos de milionários…

Que trocam informações do tipo em conversas em campos de golfe ou nos restaurantes mais sofisticados da cidade.

E, claro, não interessa a eles que você tenha as mesmas informações. Porque só eles querem ficar com os ativos com maior potencial de valorização.

Pior do que isso. Eles ainda vão tentar te empurrar os micos da Bolsa.

Vou explicar como esse esquema funciona.

Talvez você não saiba disso, mas, muitas vezes, o banco que recomenda a compra de uma ação é o mesmo que está envolvido na abertura de capital ou em uma nova oferta de uma empresa.

Mais do que isso, tem em alguns casos participações nessas empresas.

Por isso, o banco vai recomendar investimento nas ações de seu cliente mesmo que os papéis desse cliente não sejam nada promissores.

Notícias como essas sempre me revoltaram!

Mas isso vai acabar!

Meu maior objetivo neste ano é quebrar o esquema dos IPOs. E fazer você lucrar como nunca no próximo stormoney.

Após um profundo estudo de mercado, envolvendo profissionais de diversas áreas, a Inversa desenvolveu uma ferramenta inédita para orientar seus investimentos na maior onda de estreias na Bolsa em 12 anos.

Estou falando da série especial 

Um conteúdo exclusivo focado em analisar as ofertas iniciais do mercado brasileiro.

Feito por um time de especialistas da Inversa que tem um longo histórico de cobertura de IPOs…

…e que está investigando os fundamentos e cada detalhe das empresas…

Sempre que surgir uma nova oferta pública de ações, você receberá um alerta e um documento completo…

… contendo análises sobre a qualidade da empresa que está lançando os papéis, as perspectivas ao setor onde essa companhia está inserida, e o potencial de retorno da operação.

– Se a ação for rentável, será avisado

– Se for um mico, também vamos te orientar a fugir

A avaliação sobre o IPO da Centauro já está imediatamente disponível para você. Será que as ações dessa empresa de varejo estão caras ou baratas? Aperte o botão abaixo para descobrir…

 

Atenção: Cada IPO será uma janela curta que se abrirá ao longo de 2019. E o nosso próximo documento já tem data marcada: a próxima terça-feira.

Vamos estar atentos aos cronogramas das ofertas para saber quando você poderá entrar.

Nosso Radar estará sempre ligado para alertar você sobre o momento de fazer bons investimentos.

Você não será obrigado a acompanhar todo dia o noticiário econômico da mídia especializada.

Pelo contrário, o documento que você vai receber trará tudo o que é preciso saber. E pode ser lido em 10 minutos.

Preciso alertar você que, além dos conflitos que já mencionei, a imprensa tradicional vai ignorar as aberturas de muitas empresas.

Falo, sobretudo, das empresas menores, aquelas que não faturam bilhões, mas que oferecem grande potencial de lucro a seus investidores.

Não queremos nada menos do que o maior retorno possível! Esse compromisso é inegociável.

Vamos dar uma perspectiva completa para você ficar por dentro de todos os detalhes…

E lucrar muito em 2019!

Por isso, assim que acessar o radar, você receberá uma primeira edição em que você vai descobrir como se preparar e o que deve levar em conta ao participar de uma oferta de ações.

Entendemos, porém, que você não quer saber como ganhar dinheiro apenas nos IPOs. O mercado oferece oportunidades de multiplicação de dinheiro a cada segundo.

Esse é o motivo pelo qual decidimos oferecer na assinatura do Radar dos IPOs o acesso irrestrito à Seleção Inversa.

A Seleção Inversa é o melhor portfólio que você pode ter em mãos para começar a lucrar com o melhor momento do País.

Entenda, a Seleção Inversa é a série mais completa da nossa publicadora.

Ela contempla uma carteira de ações balanceada, que bate o Ibovespa consistentemente. Veja os ganhos já registrados pela Seleção Inversa…

ainda contém indicações de Renda Fixa, formando um portfólio completo para você já começar a investir agora…

Inclusive, com as alocações que levam em conta o seu perfil de investidor.

Se você é conservador, moderado ou agressivo…

Não importa, seu perfil será considerado e atendido. Vamos revelar como deveria estar a sua alocação para aproveitar ao máximo o momento atual.

Com a ajuda do Radar dos IPOs + Seleção Inversa, você não precisará mais se preocupar com seus investimentos… Faremos isso por você.

Terá em detalhes as respostas para as suas maiores dúvidas:

✅ Quais ativos comprar;
✅ Quando comprar e vender;
✅ Qual deve ser a proporção de cada ativo na sua carteira;
✅ Como investir de acordo com o seu perfil;
✅ E muito mais.

E o melhor de tudo: sempre se antecipando ao Stormoney para bater o mercado!

Esse é o nosso compromisso com a Carteira que leva o nome da Inversa e é resultado dos esforços dos melhores especialistas do mercado financeiro.

Ganhamos em qualquer cenário.

E os retornos de assinantes que já utilizam essa ferramenta em seus investimentos atestam o bom desempenho do portfólio

“estou muito contente com as indicações, realmente os ganhos foram formidaveis”- Luiz M

“Efetivamente vocês fazem com que a “Casa Inversa” faça a diferença entre as demais!
Parabéns e muito obrigado!” – Flavio N.

“Parabéns, material riquíssimo que nos orienta e posiciona, como montar uma carteira de investimentos.” . – Cicero S.

Esta é a sua oportunidade de ter acesso aos R$ 130 bilhões do Stormoney,

 com os melhores IPOs de 2019

E apenas hoje você terá uma condição muito especial…

Saiba que a assinatura da Seleção Inversa é vendida normalmente por R$ 5.902,80, por um ano de acesso.

Por meio deste convite, você destrava as melhores indicações do mercado…

Estou falando do Stormoney e da Seleção Inversa por um ano inteiro…

… Por apenas 12X de R$ 219.

Isso mesmo, o equivalente a R$ 7,30 por dia.

E se você pagar à vista, ainda tem 10% de desconto.

Além disso, você pode conhecer todos os conteúdos e indicações, sem compromisso.

Nós, da Inversa, temos tanta confiança na qualidade e efetividade de nossos especialistas que decidimos oferecer ainda mais uma condição extraordinária.

30 dias de degustação da série

'

REEMBOLSO SEGURO INVERSA

Caso sinta que esse material não é para você, a assinatura pode ser cancelada nos primeiros 30 dias com reembolso de 100% do valor pago.

É só entrar em contato. Faremos o cancelamento sem questionamentos ou burocracias.

Você pode simplesmente experimentar a Seleção Inversa por 30 dias para ver se gosta…

Mas com acesso na íntegra a todo o conteúdo desde o primeiro minuto da assinatura, para começar a agir imediatamente.

Temos convicção de que os ganhos vão te surpreender.

 

Estamos falando do maior stormoney da história!

São 30 chances de ganhar fortunas na Bolsa, comprando barato ações de grande potencial de valorização antes de elas explodirem.

Vamos adiante…

Você está muito perto de começar a surfar uma onda de lucros que irá transformar sua vida financeira.

Um único clique no botão verde abaixo levará você a uma página 100% segura para confirmar o acesso.

É simples e não requer mais do que dois minutos – a sua ordem será processada imediatamente. 

Eu quero tanto que meus leitores aproveitem essa oportunidade que vou dar mais um presente…

Se você experimentar por 30 dias e não gostar, vou te dar R$ 100 de crédito para ser usado na compra de qualquer série da Inversa.

Ou seja, você tem 100% do seu dinheiro de volta e mais R$ 100 em caso de arrependimento.

Convenhamos, você não tem nada a perder.

 

Um abraço,

Eduardo Laguna, editor na Inversa Publicações

 


Importante reforçar que retorno passado não é garantia de retorno futuro e que os investimentos envolvem riscos e, portanto, podem causar prejuízos financeiros.

A Inversa é uma empresa de publicação de ideias. Foi fundada em 2017 com o objetivo de reunir pessoas com experiência no mercado financeiro para compartilhar suas histórias e aprendizados. Somos uma editora de conteúdos afiliada à empresa norte-americana The Agora Financial, o maior grupo de publicações de investimentos do mundo.

Inversa Publicações – CNPJ 28.265.605/0001-23 |  Rua Joaquim Floriano, 960 – 8º andar CEP 04534-004 – Itaim Bibi – São Paulo
www.inversapub.com
| Contato com Área de Experiência do Assinante: produtos@inversapub.com